Expedição Serra do Divisor

13 a 17 de Novembro 2019. 

A Serra do Divisor localizada no estado do Acre, vem se destacando internacionalmente no Ecoturismo, Etnoturismo, Turismo de aventura contemplativo e expedicionários amantes da natureza selvagem, a fauna local apresenta, segundo alguns estudos, cerca de 30 espécies ameaçadas, além de 438 espécies diferentes de aves, alguns raros avistados somente nesta região.

As principais atrações do Parque são as belas cachoeiras como: a cachoeira do Ar Condicionado, cachoeira formosa, cachoeira do Amor e a cachoeira Mapinguari descoberta recentemente, comprovando que a Serra do Divisor ainda tem muito a ser desbravada, além do Rio Moa situado entre os afluentes do Rio Juruá, desenvolve um traçado de curvas cheias de meandros, sua cabeceira fica a oeste da Serra do Divisor, também destaco a trilha do mirante que começa no cânion, às margens do rio Moa, e sobe o Morro Queimado até uma pequena área descampada, com aproximadamente 472 metros de altitude, chamada de mirante. A vista dali de cima é de tirar o fôlego.

O Buraco da Central foi aberto pela Petrobrás durante os trabalhos de prospecção de petróleo na área da serra, em 1930. Medindo aproximadamente 1 metro de diâmetro, jorra água sulfurosa e de temperatura um pouco mais alta que a do rio Moa. No encontro das águas sulfurosas com o rio, uma nuvem de vapor sobe pelo ar.

Para quem tiver espírito aventureiro e ter vontade de desbravar um paraíso inexplorado pelo turismo em massa, tornando uma visita particular nas cachoeiras ao expedicionário, experiência única.

Serra do Divisor é para amantes da natureza inexplorada ou apenas para aqueles que querem carimbar no currículo de viajante uma exótica expedição em território nacional no coração da floresta Amazônica, uma dica: Vá antes que descubram este paraíso.

Uma parada na aldeia Recanto Verde do povo NUKINI para uma noite de cerimônia espiritual com as medicinas da Floresta e pintura corporal com jenipapo e urucum. 

Os Nukini (povo onça) são parte do conjunto de povos do tronco linguístico pano que habitam a região do vale do Juruá e que se caracterizam por modos de vida e visões de mundo bastante semelhantes, assim como tem em comum a experiência histórica da exploração protagonizado pelas empresas seringalistas desde de meados do século XIX. A terra indígena Nukini hoje integra um dos mais importantes mosaicos de áreas protegidas do Brasil e do mundo, sendo contigua ao Parque Nacional da Serra do Divisor os guerreiros guardiões da Serra, para os Nukini a região e sagrada e os seres divinos lá habitam, sua população é estimada em 650 pessoas. 

No pé da Serra do Divisor encontra-se uma base de apoio para expedição à pousada do Miro, uma pousada charmosa proporciona aos visitantes hospedagens, refeições é um belo café da manhã regional, tudo muito simples conforme a tradição ribeirinha, o proprietário Miro é um cidadão simpático e hospitaleiro, morador nativo que leva os visitantes para conhecer toda a região, titulado por muitos nativos como o guardião da Serra do Divisor. 

** ROTEIRO **

Dia 13/11/2019 (saída de Mâncio Lima-Ac)

7h Saída da embarcação do Porto de Mâncio Lima com destino a Serra do Divisor

12h Parada em um ponto estratégico para almoçar.

16h Chegada na Aldeia Recanto Verde do povo NUKINI.

17h Montar Acampamento.(barraca c/ colchão inflável ou rede com Mosqueteiro)

18h Jantar e Hospedagem na Aldeia NUKINI 

19h Cerimônia Espiritual.


Dia 14/11/19 (Serra do Divisor)

07h Café da Manhã Aldeia NUKINI.

08h Pintura Corporal indígena.

10h Saída da aldeia para a Pousada do Miro no pé da Serra do Divisor.

13h Almoço na pousada.

15h Saída para trilha da cachoeira Ar-Condicionado e Buraco da Central

19h Jantar e Hospedagem na pousada do Miro


Dia 15/11/19 (Serra do Divisor)

07h Café da manhã Regional

08h Saída para Trilha do Morro Queimado até o Mirante.

10h Cachoeira do Amor

13h Almoço Na pousada do Miro

14h Cachoeira Pirapora

16h Cachoeira Mapinguari.

20h Jantar e hospedagem na pousada


Dia 16/11/2019 (Serra do Divisor)

7h Café da Manhã Regional

8h Saída para trilha da cachoeira Grande.

13h Almoço na pousada.

15h Banho nas águas do Rio Moa.

20h Jantar e Hospedagem na pousada.

(OBS. tem como opcional para esse dia, ir até a Cachoeira Formosa em um percurso de 30km de trilhas na floresta, é necessário preparo físico aos aventureiros e Guia Local, se houver interesse consulte - nós. NÃO INCLUSO NO PACOTE) Valor de R$ 100,00 o Guia. 


Dia 17/11/2019 (Retorno a Mâncio Lima)

7h Café da Manhã Regional

8h Saída da Pousada do Miro com destino Mâncio Lima-Ac.

11h Lanche na embarcação.

16h Chegada em Mâncio Lima.


OBS. Roteiro pode ser mudado sem aviso prévio, por força da natureza ou indisponibilidade das comunidades envolvidas.


** Incluso No Pacote**

 - Transfer do Aeroporto de Cruzeiro do Sul/ Mâncio Lima (ida e volta), Carro ou Van. 

- Transfer Mâncio Lima/ aldeia Nukini/pousada do Miro/ Mâncio lima. (barco)

- Hospedagem em Mâncio Lima em quartos Duplo e Triplo. (ida e volta)

- Cerimônia Espiritual aldeia Recanto Verde do povo Nukini.

- Visitas Cachoeiras e Mirante na Serra do Divisor.

- Hospedagem pousada do Miro (3 refeições Diária)

- Primeiros Socorros.

- Guia Local.

** NÂO INCLUSO**

- Passagem aérea até Cruzeiro do Sul-Ac. (chegar até dia 12 de novembro 2019) (partida após dia 18 de Novembro 2019).

- Alimentação na Logística. 

- Cachoeira Formosa.

VALOR DO PACOTE R$ 1.500,00 (por pessoa)

GALERIA DE FOTOS

Crédito das imagens, fotógrafo profissional Marcos Vicentti-Ac e Diego Gurgel-Ac (Ascon)

Acre

04/04/2018

O Acre é hoje um estado brasileiro. Mas isso nem sempre foi assim. O Acre já foi boliviano. A região - hostil, distante da capital La Paz e inabitada - começou a ser ocupada por brasileiros durante o chamado ciclo da borracha, em meados do Século XIX. Depois de muitas disputas que chegaram ao início do século XX, brasileiros e...